Cícero, denunciando Catilina no Senado

Cícero, denunciando Catilina no Senado

23 outubro, 2007

A esquerda europeia e Freud

A esquerda polida e civilizada da Europa, com o seu eduquês, o seu politicamente correcto e a sua abrangência, é a primeira a querer dar cabo do valor da civilização ocidental.
Os descobrimentos? A avidez dos reis contra os povos pobres e pacíficos de África.
A Igreja? Uma super-estrutura responsável por todos os males e por todos os crimes.
A 2.ª GG? Um morticínio levado a cabo por europeus e americanos.
Daqui a partir para a afirmação da superioridade intelectual e cultural (só esta é que conta) das outras civilizações é um passo.
Mas o que se passa é que o nosso património comum é, todo ele, de contar, ou seja, temos sempre de incluir o passivo tal como o activo. A esquerda pedante não quer assumir esse passivo e daí que esteja sempre a trazê-lo à colação como se fosse uma coisa que não é também seu pecúlio, que não é também da sua responsabilidade.
Enfim, concluo que a esquerda europeia não sublimou o seu complexo de Édipo: está sempre a matar o pai!

10 comentários:

Neo disse...

Ora nem mais!

Anónimo disse...

Afinal o zé dias da silva é boa praça. Nada de comunalho neste blogue! Era importante, esta afirmação de princípio.

VA disse...

Caro Zé Dias da Silva

Não sou de esquerda, nem de direita. Sou um liberal. Só para clarificar.

Explique-me, por favor, em que é que consiste o valor da civilização ocidental? As interpretações diferem. Será escusado lembrar-lhe que o Pai (por exemplo, o iluminismo) ensinou o filho a criticar as tradições.

cumprimentos, VA

vita activa disse...

ah,e gostaria que muitos comunas, anarquistas e pós-modernos (???) visitassem o nosso blog...A tirania do consenso é perigosa.

cumprimentos, VA

Vita activa disse...

Neo

local: afeganistão

indústria: contabilidade

ah ah ah a ha hah

:)

vita activa disse...

e o Tortor, onde está???

JFMN disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

Eu que não comungo desta espécie de acerto de contas fascistóide e, pelo contrário,partilho os valores caros à esquerda,tenho a declarar que não percebi nada. O defeito é certamente meu. Mas vou estar atento a ver se aprendo aqui alguma coisa!
Artolas Olho-Vivo

Zé Dias da Silva disse...

Nem sequer falei em valores, só em activo e passivo.
Quanto ao mais, não spo fascista nem fascistóide; sou é convictamente contra a esquerda.
Depois, em calhando, ainda direi mais coisas a este respeito.
Agora vou respirar fundo.

VA disse...

Ok Zé Dias

Respire fundo e diga mais coisas. Cá estaremos para o ler.

melhores cumprimentos, VA